Gastronomia

Vida longa ao Encontro Gourmet de Chefs & Amantes da Boa Cia. 

18 de outubro de 2018

Quando se fala de riqueza nos alimentos, o que vem à mente é exatamente uma quantidade grande de características, qualidades, atributos, cores, sabores, formas de cultura e preparo.

A riqueza cultural também nasce de experiência e conhecimento.

Daí, que em meio a um ambiente de mobilização nacional e ânimos exacerbados, vale a reflexão de quão rica é diferença.

Formas diferentes de pensar, histórias diversas, idades variadas… tudo isso aliado à respeito e um profundo amor à gastronomia faz com que nossa tropa ganhe forças.

Temos disputas, divergências, posições políticas opostas, modos de agir e pensar díspares, mas nos reunimos quando o tema é a boa mesa, amizade e técnicas para se chegar ao sabor e know howagregado.

Nosso diferencial é a variedade. Gourmet? Sim, mas no aspecto amplo da palavra.

Valorizamos a coxinha tanto quanto o caviar, sabemos o quanto um molho de tomate pode variar conforme a forma de cozinhar – ou servir – e o raw material.

Do vegano ao bacon, da cerveja ao uísque, passando inevitavelmente pelo vinho (claro!) tudo tem seu espaço e valor.

Companheiros da boa mesa em versão moderna, agradeço a cada um pelo que me agrega a cada dia.

Seja pelas maldades e tentações compartilhadas em momento de fome, piadas em momentos quaisquer ou tecnicalidades de cocção (como Airton Ciulada gosta) que eu rapidamente digo que não sei do que se trata 😉 !

Todos têm seu papel e sabem disso. Como uma tropa; mas nossas armas são fotos, comida, bebida e escrita…. e amor.

Obrigada, amigos. E vida longa ao Encontro Gourmet de Chefs & Amantes da Boa Cia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.