Sem categoria

Receita Mousse de Limão

Por em 22 de janeiro de 2021

Receita Pudim de Limão que não vai no forno (Rose Bessa)

INGREDIENTES:
1 envelope de gelatina em pó sem sabor
½ xícara de chá de suco de limão coado
1 lata de leite condensado
5 colheres de sopa de água quente para hidratar a gelatina
2 caixas de creme de leite (400gr)
Raspas de limão a gosto

MODO DE PREPARO:
Em uma xícara, junte a água quente e a gelatina sem sabor. Mexa bem até dissolver tudo. Reserve.
Em seguida, coloque no liquidificador o leite condensado, o creme de leite, o suco de limão e a gelatina dissolvida.
Bata tudo por cerca de 2 minutos ou até que fique bem homogêneo.
Despeje essa mistura numa forma levemente untada com óleo. (O óleo não vai passar gosto para o seu pudim de limão).
Leve à geladeira e deixe por 4 horas ou até firmar.
Desenforme e, se preferir, decore com raspas de limão.

Leia mais

Sem categoria

Nova Colaboradora – Ceará

Por em 21 de janeiro de 2021

Nem só de uma andorinha se faz verão.

Vocês já sabem que a minha super prima Júlia e Maridão sempre apoiam o blog e tenho a alegria em dividir com vocês mais uma colaboradora:

Flávia Lehmann é professora, carioca, mora no Ceará e adora programas infantis, bons vinhos e receitas.

Colabora com o blog com receitas e dicas de passeios e apoiando como um todo.

Depois de 5 anos no “Back office” ela passa a ser colaboradora oficial. Feliz de acrescentar ao time!

Leia mais

Sem categoria

Ilha Grande na Quarentena

Por em 17 de janeiro de 2021

Passamos de segunda a sexta em Ilha Grande.

Optamos por uma praia mais remota, Praia do Coqueiro perto de Araçatiba (bem menos movimentada e com menos opções do que Abraão) passeio só de lancha com máscara, álcool em gel e nenhum lugar lotado.

Foi incrível para reenergizar.

Ficamos numa pousada que se propõe a ser simples e gostosinha. O chalé é bem grande, com uma cama de casal e uma de solteiro, vista incrível, ventilador, mesa de jantar, geladeira e biblioteca (não tem televisão).

Oferece café da manhã fartíssimo, opções de moqueca para almoço e jantar à mesa à vontade com preço fico por pessoa (um prato ou variações por dia). Gostamos bastante da Mar de Sonhos e da receptividade recebida.

Obs: tem uma subida de escada grande entre a praia e pousada.

Aí, ficamos aproveitando o bar e restaurante da Casa da Ilha na praia. Boas Caipiras, mas toca uma música lounge bastante constante durante a tarde e houve quem na praia reclamou um pouco. Tirando na segunda-feira que estava realmente muito alto, achei gostosinho.

Para vir de Angra para a Ilha, há  indicação de lancha/traslado que também faz passeios pela ilha que passou muita segurança e protocolo. Conhecemos Aventureiro e Parnaioca  e voltamos a Dois Rios e Lopes Mendes. Lancha com metade da ocupação.

Conhecemos também a Praia do Longo onde fomos à cachoeira e comemos ostras e coquilles saint jacques saídas da água e deliciosas em ambiente total pé na areia e mesa de plástico, comemos também um caldo de mandioquinha com camarões na Praia Vermelha delicioso por indicação da pousada.

Praias mais distantes e menos movimentadas ofereceram férias simples e simplesmente o que precisávamos. Comida boa, sol, mar, vento e detox.

Quero voltar com as crianças!

Leia mais

Sem categoria

Campos de JORDAO com Crianças

Por em

 

 

Não da para vir para Campos de Jordão sem visitar alguns queridinhos. Fotos marcadas – temos vindo muito pois achamos uma casinha para alugar deliciosa! Vídeos sobre tudo também em especiais!

Donna Pinha em Santo Antônio do Pinhal – sou apaixonada pela delicadeza  da Chef Anouk e os variados festivais.

  • Em Santo Antônio, aproveitando e passando no Bodega para reestocar a leva de cachaça (você pode provar à vontade mais de 20 tipos);
  • As coxinhas de costela e música ao vivo da Casa Petrópolis são deliciosas!
  • Dona Chica no Parque Horto depois de uma cachoeira;
  • Alto da Brasa no Parque da Cerveja para quem curte uma cerveja e ambiente bonito.
  • Se com crianças, a visita ao Tarundu (passaporte para todos os brinquedos custa R$ 245 reais)
  • Para lanche, a vista e os paninis do Estação Toriba em um antigo trem é demais para um por do sol ou almoço (até 17hs)

Para passear:

  • Roda gigante e teleférico para o morro dos elefantes em Capivari (R$ 35)
  • Fazendinha Toriba – bichinhos variados e comidinha gostosa para passar o dia ( mais para crianças menores)
  • Queremos fazer uma trilha gourmet e contar para vocês!

Novas descobertas:

  • 2858 Avenue Bistro – sobremesas incríveis e comida também gostosa
  • San Soucis (sem preocupações) um café cheio de bossa – post amanhã !

A casa alugada tem 4 quartos (3 suítes) sala de estar com lareira, sala de jantar integrada na estar, cozinha e copa, lavabo e quintal. Mais informações: @reilacriscia

Leia mais

Sem categoria

Potterheads Ativar

Por em 13 de dezembro de 2020

Duas dicas para quem é fã de Harry Potter:

Griffinoria Café e Afins – ambiente de café temático, com direito a fotos vestida, chapéu seletor, drinks/poções e sapinho de chocolate

Vassoura Quebrada – hamburgueria temática com drinks/poções

Precisa reservar e não é fácil, mas foi super divertido – as crianças (de todas as idades) vão amar.

Grifinnória Café Afins

R. Campo Grande, 417 – Alto da Lapa, São Paulo – SP, 05302-050

3a-6a  de 12-19:30hs

Sab de 12-20hs

Dom de 12-17hs

Vassoura Quebrada

Rua desembargador do Vale, 836, Perdizes

https://www.vassouraquebrada.com.br/

3a-4a 17:30-21:30

  • 5a-Dom 12-15 e 17:30-21:30

Leia mais

Sem categoria

FARTURA – Andrea d’Egmont

Por em 11 de dezembro de 2020

FARTURA – Colunista Convidada Andrea d”Fartura poderia ser sinônimo de Brasil – é essa a sensação que tenho quando observo o tamanho, a diversidade e a riqueza deste país de dimensões continentais, de natureza única e com tanta gente bacana. Nosso Brasil está precisando de fartura, fartura de esperança, de alegria, de harmonia e de amor.

Foi o brilho desse tipo de fartura que senti no clima dos preparativos para o Festival Fartura Gastronomia Du Brasil, que acontecerá on- line, presencialmente e simultaneamente em todas as regiões do país entre os dias 11 e 13 de dezembro.

Trinta chefs se deslocaram de seus restaurantes de diferentes pontos do país para um encontro gastronômico em clima de festa e maratona para tornar possível o festival, que tem ênfase na valorização da qualidade dos ingredientes, nos seus produtores e na preservação de regionalismos.

A emoção de estarem juntos cozinhando, criando e preparando pratos, depois de oito meses praticamente isolados e preocupados com seus restaurantes, foi o ingrediente principal dos quinze menus especiais feitos em dupla pelos chefs Rodrigo Oliveira (SP) e Thiago Castanho (PA); Janaína Rueda (SP) e Flávio Trombino (MG); Morena Leite (SP) e Vico Crocco (RS); Saulo Jennings (PA) e Caio Soter (MG); Matheus Paratella (MG) e Ronny Peterson (DF); Caetano Sobrinho (MG) e Eduardo Campelo (CE); Marise Rache (MG) e Marcelo Gonçalves (RS); Paulo Anijar (PA) e Thiago Paraíso (DF); Eliana Ferreira (PA) e Ivan Prado (CE); Daniela Martins (PA) e Marcelo Schambeck (RS); Diego Badra (DF) e Marco Gil (CE); Rosario Tessier (DF) e Natalia Tussi (RS); Marcelo Petrarca (DF) e Mara Salles (SP); Felipe Viana (CE) e Carlos Kristensen (RS); Van Régia (CE) e Manuelle Ferraz (SP).

As filmagens, o preparo de refeições solidárias e grande parte da produção do festival aconteceram em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, estado conhecido por ter um povo hospitaleiro e criativo, que preserva sua história, aprecia uma prosa gostosa, tem orgulho de suas montanhas tanto quanto de sua culinária, de seu café, dos seus queijos, de sua goiabada cremosa e pedaçuda e de seu porquinho à pururuca, suculento e crocante. A cozinha e a mesa são lugares especiais para o mineiro e estão abertas para os amigos, e vão muito além de suas tradições.
Foram necessários um cuidadoso esquema estratégico e uma tropa enorme para produzir o Fartura durante essa pandemia, que insiste em ameaçar e levar embora a alegria. Produtores, médicos, cozinheiros assistentes e uma equipe enorme cuidaram de tudo para tranquilizar os talentosos chefs de cozinha de todo o Brasil que participaram dessa espécie de gincana, que incluía, além do preparo de refeições solidárias e menus especiais, a gravação de aulas e entrevistas. Os menus foram preparados em duplas e revelam um Brasil gastronomicamente criativo, rico e saboroso.
Tudo graças ao destemido empresário mineiro Rodrigo Ferraz, diretor da Plataforma Fartura, que juntou suas experiências em eventos, expedições e festivais como o Festival Cultural e Gastronômico de Tiradentes e as expedições Fartura pelo Brasil e desenvolveu o Festival Fartura Gastronomia Du Brasil.

FESTIVAL FARTURA GASTRONOMIA DU BRASIL

MENU 1 – Rodrigo Oliveira e Thiago Castanho
Ingredientes: pamonha (Rodrigo) e mandioca (Thiago)

Entrada: Pamonha de arroz com moqueca de caranguejo
Prato principal: Carne de sol de porco, cozido de feijão-manteiguinha e farofa de farinha-d’água com rapadura e limão
Sobremesa: Cartola de Engenho – banana assada, requeijão, farofa de canela

MENU 2 – Janaína Rueda e Flávio Trombino
Ingredientes: banana (Janaína) e jabuticaba (Flávio)

Entrada: Polpeta da vó Felícia
Prato principal: Frango com quiabo e tartar de banana
Sobremesa: Bananada split com compota de jabuticaba

MENU 3 – Morena Leite e Vico Crocco
Ingredientes: banana (Morena) e azeite (Vico)

Entrada: Polvo grelhado com ervas, batata gaita assada no azeite, com salada de minifolhas de beterraba e dressing de limão
Prato principal: Pirarucu confitado no azeite e amburana com renda crocante de batata-baroa (mandioquinha), molho de castanha-de-caju com abobrinha
Sobremesa: Banoffee com farofa de pecã com óleo de coco

MENU 4 – Saulo Jennings e Caio Soter
Ingredientes: mandioca (Saulo) e jabuticaba (Caio)

Entrada: Bolinho de piracuí e de porco com geleia de jabuticaba picante
Prato principal: Pirarucu com glace de frango, barriga no melado de jabuticaba, purê de mandioca e mandioca crocante
Sobremesa: Bolo de macaxeira com calda e compota de jabuticaba e picles de beterraba servido com gelato de jabuticaba

MENU 5 – Matheus Paratella (MG) e Ronny Peterson (DF)
Ingredientes: jabuticaba (Matheus) e baru (Rony)

Entrada: Salmão marinado, creme de batata-doce roxa com pequi, farofa de baru com espinafre e mostarda em grãos
Prato principal: Agnollotti de polvo in nero, crocante de baru e jabuticaba, finalizado com creme de limão-siciliano.
Sobremesa: Panna “não cotta” de jabuticaba e texturas da própria.

MENU 6 – Caetano Sobrinho (MG) e Eduardo Campelo (CE)
Ingredientes: jabuticaba (Caetano) e rapadura (Eduardo)

Entrada: Mil-folhas de tapioca com camarão e abóbora, com calda de rapadura e pimenta
Prato principal: Mignon de porco grelhado, com tropeiro de cuscuz e vinagrete de milho tostado
Sobremesa: Cheesecake de queijo minas com jabuticaba

MENU 7 – Marise Rache (MG) e Marcelo Gonçalves (RS)
Ingredientes: jabuticaba (Marise) e azeite (Marcelo)

Entrada: Pasteizinhos de queijo de minas meia cura e chutney de jabuticaba
Prato principal: Barriga de porco crocante, purê de moranga, com farofa e jabuticaba confitada no azeite
Sobremesa: Creme brûlée com banana, doce de leite e gengibre.

MENU 8 – Paulo Anijar (PA) e Thiago Paraíso (DF)
Ingredientes: mandioca (Paulo) e baru (Thiago)

Entrada: Rolinho crocante de pato e jambu, com geleia de tucupi
Prato principal: Filhote grelhado com molho de pimentões, pirãozinho de peixe e legumes tostados
Sobremesa: Creme de chicória com praline de baru, sorvete de baunilha do Cerrado e bolo de fubá

MENU 9 – Eliana Ferreira (PA) e Ivan Prado (CE)
Ingredientes: mandioca (Eliana) e rapadura (Ivan)

Entrada: Bolinho de pirarucu com maionese de pimenta-de-cheiro grelhada com rapadura
Prato principal: Filhote em crosta de castanha, tucupi, pirão e macaxeira frita
Sobremesa: Sorvete de cupuaçu, brigadeiro de cumaru e crumble de rapadura

MENU 10 – Daniela Martins (PA) e Marcelo Schambeck (RS)
Ingredientes: mandioca (Daniela) e azeite (Marcelo)

Entrada: Creme de camarão com tapioca e azeite aromatizado com tucupi.
Prato principal: Costela laqueada com tucupi negro, farofa de biju e cenoura caramelizada
Sobremesa: Torta de chocolate, calda de butiá e suspiro de chimarrão.

MENU 11 – Diego Badra (DF) e Marco Gil (CE)
Ingredientes: baru (Diego) e rapadura (Marco)

Entrada: Musse de fígado de frango caipira com gelatina de café e rapadura.
Prato principal: Camarão grelhado, angu de milho verde, picles de caju e castanha de pequi.
Sobremesa: Chocolate, baru e alho negro – sorvete de chocolate 75%, ganache, paçoca de baru, purê de alho negro e musse de chocolate desidratada.

MENU 12 – Rosario Tessier (DF) e Natalia Tussi (RS)
Ingredientes: baru (Rosario) e azeite (Natalia)

Entrada: Burrata, pesto de baru, tomates confit e pão de fermentação natural
Prato principal: Arroz camponês – arroz caldoso, com ragu bovino e crocante de baru
Sobremesa: Torta de chocolate com creme de nata e limão

MENU 13 – Marcelo Petrarca (DF) e Mara Salles (SP)
Ingredientes: baru (Maracelo) e banana (Mara)

Entrada: Ceviche de lula com patacones de banana e leite de tigre
Prato principal: Arroz com feijão e costelinha suína confitada
Sobremesa: Romeu e julieta com farofa de castanha de baru

MENU 14 – Felipe Viana (CE) e Carlos Kristensen (RS)
Ingredientes: rapadura (Felipe) e azeite (Carlos)

Entrada: Crudo de atum, melancia prensada, azeite de salsão e picles de pepino
Prato principal: Costelinha de porco assada, molho demi de rapadura, farofinha e legumes confitados em azeite de ervas
Sobremesa: Crostata de chocolate meio amargo com castanhas caramelizadas na rapadura

MENU 15 – Van Régia (CE) e Manuelle Ferraz (SP)
Ingredientes: rapadura (Van) e banana (Manuelle)

  • Entrada: Bolinho de feijão-de-corda, recheado com charque, empanado com farinha de mandioca e regado de melaço de cana
    Prato principal: Carne de sol au poivre de pimenta-de-cheiro, mandioca corada e agrião
    Sobremesa: Creme brûlée de banana

Leia mais

Sem categoria

Salmão com laranja e espinafre e salada com damasco e castanha de caju

Por em

Salmão com laranja e espinafre e salada com damasco e castanha de caju

Na linha do saudável, fizemos hoje uma combinação que ficou sensacional, modéstia a parte.

O salmão: sal e pimenta do reino, fio de azeite, tomilho e uma laranja espremida. Envolva no papel alumínio e coloque um fio de shoyu e espinafre embaixo e por volta do salmão. Ele absorve o gosto e fica crocante (nos que ficam ao lado, não embaixo).

Salada: alface picada com pedaços de damasco e castanha de caju “amassadinha” no pilão. Gosto ainda de colocar linhaça dourada e chia por cima.

Molho da salada: 1 colher de sopa de azeite, 1 colher de sopa de vinagre balsâmico, 1 laranja espremida, 1 colher de café de gengibre ralado, mel, 1 colher de vinagre, sal e pimenta do reino a gosto

Para dar substância para as crianças, arroz para acompanhar.

Menos de 1 hora, tudo pronto.

Leia mais

Sem categoria

Massa com shimeji lula e abobrinha

Por em

Massa de vez em quando durante a semana pode? Pode!

Fiz um refogado de alho no azeite numa frigideira grande, adicionei shimeji branco e shoyu e deixei cozinhar um pouco, depois que o shimeji absorveu o shitake. Tirei, separei. Na mesma panela, adicionei a abobrinha Pre picada e cozida no microondas por 3 min com alho e sal e coloquei em refogado de 1/2 cebola picada em cubos. Adicionei a lula e misturei. Adicionei novamente os cogumelos deixei chegar ao ponto e coloquei a massa Pre cozida. Adicionamos um pouco do molho para yakisoba e – na mesa mais shoyu (prefiro deixar para acertar o sal da mesa, principalmente quando tem gente que pode ter pressão alta – eu já tenho baixa…)

Uma taça do rosé orgânico mais vendido do Chile fechou como uma luva.

Isso foi inspirado na caixa da nova e moderna La Pastina que agora vende pelo site próprio e – com cupom KITSNATAL oferece 20% de desconto em vários produtos (mais de 500).

Veja a coisa linda no vídeo a seguir – massas, molhos de tomate, azeite, o  melhor atum ! Em lata, sal do himalaia que amo! …

Achei ótimo para presentear os parentes de longe e todo mundo fazer live de final de ano cozinhando e batendo papo. Da pra trocar receita, discutir sobre o vinho, o ponto, até brigar com o irmão enquanto a mãe manda parar de brigar e prestar atenção se não a receita vai desandar …

Enfim, para uma família que nem a minha – que só pensa em comida e adora um papo – mas que estará cada um em um cantinho – achei uma solução incrível!

Um presente de final de ano inesquecível!

#receita #frutodomar #comidaeseducao #chile #azeite #shoyu #cogumelo #massa #mediterranea #semlactose

 

Leia mais

Sem categoria

Coq au vin receita caseira

Por em 4 de dezembro de 2020

  1. COQ AU VIN CASEIRO
    Para Apurar e cozinhar:
    • 1 Alho picado ao meio
    • 1 cebola
    • 1 cenoura picada em rodelas grandes
    • 5 sobrecoxas de frango
    • 1 garrafa de vinho tinto (eu usei um que abri e achei fraquinho…. resolvi aproveitar para fazer algo diferente)
    • sal a gosto
    • 4 folhas de louro
    • 5 ramos de alecrim
    Deixar por 4 horas marinando em um pote ou panela.
    Para refogar:
    • Azeite
    • Alho (1 colher de alho picado)
    • ½ Cebola cortada em pedaços Grandes
    Fazer o refogado, deixar dourar os frangos (retire do marinado junto com as cenouras), adicione um ramo de alecrim e metade do alho. Após dourados, coloque um pouco do caldo e deixe apurar por uns 10 minutos. Adicione o restante do caldo.
    Para Finalizar e deixar cozinhando:
    • 1 xícara (chá) de macieira ou conhaque
    • 1 punhado de pimenta
    • 1 colher de chá de coentro em bolinhas (opcional)
    • 1 sachê de caldo de galinha (opcional – também funciona pegar o frango após marinado e colocar 5 min no microondas, solta um caldo e acelera o cozimento)
    • Acerte o sal
    Deixe cozinhando por 1hora adicionando um pouco de água até cobrir tudo.
    Quando apurar, sugiro servir com um pão para molhar no caldo. Vinho tinto cai bem!
    Obs: se sobrar caldo, pode fazer um macarrão e usar o molho. Harmoniza bem com um tinto!

Leia mais

Sem categoria

Temporada de frutas vermelhas

Por em 21 de novembro de 2020

Campos do Jordão – A Temporada de Frutas Vermelhas da Cozinha da Mantiqueira – que começa dia 19/11 – tem todo um berry gostoso e viagem para toda a família! Cerveja e drinks também

Associação Cozinha da Mantiqueira, reúne 29 associados entre bares, cervejarias artesanais e restaurantes de Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e São Bento de Sapucaí para temporada de frutas vermelhas de fim de ano. Os associados, cumprindo rígidas medidas preventivas com selo de “Restaurante Responsável”.

Passamos uma semana selecionando preciosidades:

DONNA PINHA

Seguindo a “bateção de ponto” no Donna Pinha, fomos conferir com os queridos Caio e Leandro do @Portaldagastronomia os pratos sendo lançados com todo carinho da Chef Anouk.

Santo Antônio do Pinhal recebe uma salada com as homenageadas frutinhas, brie e nozes carameladas, risoto de arroz negro ou arborio (vegetariano e vegano), costela no molho de frutas, truta salmonada e um belo porquinho com O purê de mandioquinha.

As fofuras do couvert continuam e a sobremesa com frutas e brigadeiro branco (com geleiazinha da Anouk) foram um kick-off de peso.

Estou me apaixonando por Campos de Jordão e Santo Antonio do Pinhal. Já é a terceira vez que venho em menos de 3 meses e só quero saber de voltar.

OBS: essa linda sobremesa proporcionará ceias e cestas de natal para crianças e famílias carentes da região. Mais uma desculpa pra vir provar a delícia de Tartelete de berries com brigadeiro!

Alto da Brasa e Parque da cerveja

Voltamos ao Alto da Brasa da Chef Michelle Pereti para comer de novo o pão de malte com Brie e nuts e provamos a costela da Temporada. Dividimos com vocês:

  • Pão de malte com queijo camembert gratinado com mel e castanhas – que no festival da cerveja (até 8 de novembro mas o prato continua, ficava harmonizado com a Cerveja de Pinhão Caiová Campos do Jordão – feita com pinhão da Araucária;
  • Costela com polenta com óculos de frutas vermelhas – desfiando na boca!

A coxinha de costela é incrível e já tínhamos provado na última vinda aqui com a família e passeio com o sogro.

O Restaurante Alto da Brasa tem harmonização perfeita de grelhados com as cervejas e – para digerir – há o Jardim de Lúpulo com trilhas e no futuro pousada temática e Spa de cerveja. Local maneirinho, com comida saborosa, uma estrutura diferenciada e ambiente incrível. Boa cerveja, degustações e visitação. Ainda rola casamento batizado por cerveja.

Seguido, no parque da cerveja onde tem todo um espaço biergarden pra Beernic e também as atrações futuras pousada e outras.

 

A Cervejaria Campos do Jordão – no alto das montanhas da Mantiqueira, a fábrica  pode ser visitada e há espaço Play Pub, com jogos e diversão, e conta com seis rótulos: Hasalaz (Avelã); Arbórea (Dunkel); Hanami (Ginger); Caiová (Pinhão) e Bruma (Weizenbock). Pode ainda ter um casamento cervejeiro com direito a um “frade” batizado  com a produção da casa 🤪

 

Tarundu

A diversão da família também tem sabor de frutas vermelhas .

O parque Tainakan – Tarundu – que tem inúmeras atrações para várias idades (fomos na boia e na tirolesa), cama elástica, tiro, arco e flecha, cavalos, entre outros tem também uma bela gastronomia.

Almoçamos há alguns anos lá e divido com vocês o Prato da Temporada de Frutas Vermelhas: Cordeiro da Montanha com Frutas Vermelhas :

marinado 24 horas e cozido suavemente com os melhores temperos e especiarias antes de ir ao forno.

Acompanham: alho confitado, Risotto de Funghi e batata rústica.

 


Tarundu

Av. José A. Manso, 1515 – Toriba, Campos do Jordão – SP. Telefone: (12) 3668-9595.

Passeio Tarundu: entrada mais passeios a parte ou R$ 140 o passe http://tarundu.com.br/passeio-tarundu-em-campos-do-j/

Tarundu-Campos Jordão: Atrações:  http://tarundu.com.br/o-que-fazer-em-campos-do-jordao


Dona Chica e Moringa Mantiqueira

Sustentabilidade, paixão por local food e produtos de primeira, quem ama?

Eu. Conhecemos as casas Moringa Mantiqueira e Dona Chica e já ficamos apaixonada pelos produtos – todos de produtores regionais e com todo um primor por sabor.


Dona Chica: voltamos após provarmos o picadinho e comemos petiscos, os incríveis pratos veganos (abóbora e cogumelos foto). Provamos o brigadeiro de capim limão e cheesecake de tomate de pé maravilhoso!

Moringa Mantiqueira: Provamos um drink Moringuito. De-li-cia! Entradas de torresmo pururuca de barriga de porco e jiló recheado de linguiça seguidas de pratos (para 2 ou +!) de Truta, Galetinho e Jarret de leitão – abraço de casa de tia mineira, daquela que mima mesmo, bota no colo e a gente queria que fosse nossa mãe.

Bom? Não. BOMDIMAIS!

Restaurante Moringa Mantiqueira – Av. Emílio Ribas, 478 – Capivari, Campos do Jordão – SP /

Dona Chica fica dentro do parque florestal no horto

Caras de Malte

 

Fomos fazer a régua de degustação e conhecer de perto a Microcervejaria Caras de Malte –  já tínhamos provado algumas cervejas e conhecíamos a fama da casa

A casa tem petiscos variados, música casual, um jeito de bar pra bater papo e apreciar as crias artesanais do

Beer sommelier jordanense Mauricio da Silva Lourenço.

Valeu vir. As cervejas são Antimatéria (Munich Helles), Supernova (American IPA); Buraco Negro (Brown Porter); Radioativa (Vienna Lager); Asteróide (Belgian Dark); Chocolate Brown Porter com Cacau Sabor Chocolate; Nebulosa (Witbier); Djalminha (Índia Pale Lager) e Double IPA (Blazar).

Gostei muito da Brown Porter com aroma de café e biscoito de cacau e a asteroide com notas de ameixa, figo e uva passa. Mas as opções em geral são de primeira e os beer lovers precisam conhecer.

Casa Petrópolis

Voltei super feliz no Casa Petrópolis onde provamos uma das melhores coxinhas de costela!

O bar em Capivari, Campos do Jordão tem música ao vivo sensacional, combinada comida excelente, drinks autorais, belíssimas cervejas Petrópolis.

Dessa vez provamos uma burrata super gostosa com pesto e torradas e dois drinks.

Guarita Sal e Pepino: Gin, calda de maracujá, concentrado de pepino salgado, mix cítrico e folha de limoeiro

Campos Elíseos: gin, infusion ado com chá, calda de framboesa, mix cítrico, tônica e noz moscada

Já tínhamos provado o galeto – muito muito bom – e a costelinha barbecue.

Super recomendo irem e comerem a coxinha (e as coisas em geral) e escutem um sonzinho ao vivo num lugar super cool. Quero voltar para provar a mousse de chocolate com Jack Daniels, os demais drinks e as coxinhas.

Fica em Av. Dr. Vitor Godinho, 44, Capivari, Campos do Jordão.

Sexta a partir de 18hs

Sábado 12-22hs

Domingo de 12-16hs

Estação Toriba

Se a carioca aqui sente falta do bondinho de Santa Teresa e Cristo, pude tirar uma vontade ao ver o pôr do sol (ainda que nublado e chuvoso) de dentro do carrinho histórico no Restaurante Estação Toriba.

O café com vista de tirar o fôlego e lanchinhos (paninis, bruschettas, hamburgers, vinhos) integra o complexo de pousada, restaurantes e trilhas Toriba, que iremos conhecer mais ainda.

Achamos bem simpático e a vista estava linda mesmo num dia fechado.

@estacaotoriba


ART BBQ

Tivemos um gostinho do Texas com o La Florida ART BBQ.

As carnes derretem na boca d são preparadas no pit smoker, em baixa temperatura e defumando para dar aquele gostinho de primeira.

Provamos o Smoked Party que vem com costela de porco e boi, brisket, linguiças variadas e drumete de frango. Como acompanhamento, legumes defumados, milho, cowboy beans, alho, purê de batata doce e de maçã, abacaxi com hortelã, arroz, farofa e coleslaw. Dizem que serve 4 acho que da pra pelo menos 6! R$ 420.

A casa é linda Linda tem shows variados e drinks em meio a um ambiente rústico e de natureza de tirar o fôlego ainda tem pousada com quartos (2 tem

Lareira). O café da manhã americano pode ser servido pra gente fora da pousada até 11hs (com reserva) e custa R$ 120 por casal – não incluso na diária.

Florida ART BBQ fica na Rua 3, nº 308, Vila Floresta, Campos do Jordão

 

Pet Friendly, Lodge

Reservas por whatsapp (12) 99740-0777

@a.r.t.bbq

@cozinha.mantiqueira

Leia mais