Sem categoria

Salmão com laranja e espinafre e salada com damasco e castanha de caju

Por em 11 de dezembro de 2020

Salmão com laranja e espinafre e salada com damasco e castanha de caju

Na linha do saudável, fizemos hoje uma combinação que ficou sensacional, modéstia a parte.

O salmão: sal e pimenta do reino, fio de azeite, tomilho e uma laranja espremida. Envolva no papel alumínio e coloque um fio de shoyu e espinafre embaixo e por volta do salmão. Ele absorve o gosto e fica crocante (nos que ficam ao lado, não embaixo).

Salada: alface picada com pedaços de damasco e castanha de caju “amassadinha” no pilão. Gosto ainda de colocar linhaça dourada e chia por cima.

Molho da salada: 1 colher de sopa de azeite, 1 colher de sopa de vinagre balsâmico, 1 laranja espremida, 1 colher de café de gengibre ralado, mel, 1 colher de vinagre, sal e pimenta do reino a gosto

Para dar substância para as crianças, arroz para acompanhar.

Menos de 1 hora, tudo pronto.

Leia mais

Sem categoria

Massa com shimeji lula e abobrinha

Por em

Massa de vez em quando durante a semana pode? Pode!

Fiz um refogado de alho no azeite numa frigideira grande, adicionei shimeji branco e shoyu e deixei cozinhar um pouco, depois que o shimeji absorveu o shitake. Tirei, separei. Na mesma panela, adicionei a abobrinha Pre picada e cozida no microondas por 3 min com alho e sal e coloquei em refogado de 1/2 cebola picada em cubos. Adicionei a lula e misturei. Adicionei novamente os cogumelos deixei chegar ao ponto e coloquei a massa Pre cozida. Adicionamos um pouco do molho para yakisoba e – na mesa mais shoyu (prefiro deixar para acertar o sal da mesa, principalmente quando tem gente que pode ter pressão alta – eu já tenho baixa…)

Uma taça do rosé orgânico mais vendido do Chile fechou como uma luva.

Isso foi inspirado na caixa da nova e moderna La Pastina que agora vende pelo site próprio e – com cupom KITSNATAL oferece 20% de desconto em vários produtos (mais de 500).

Veja a coisa linda no vídeo a seguir – massas, molhos de tomate, azeite, o  melhor atum ! Em lata, sal do himalaia que amo! …

Achei ótimo para presentear os parentes de longe e todo mundo fazer live de final de ano cozinhando e batendo papo. Da pra trocar receita, discutir sobre o vinho, o ponto, até brigar com o irmão enquanto a mãe manda parar de brigar e prestar atenção se não a receita vai desandar …

Enfim, para uma família que nem a minha – que só pensa em comida e adora um papo – mas que estará cada um em um cantinho – achei uma solução incrível!

Um presente de final de ano inesquecível!

#receita #frutodomar #comidaeseducao #chile #azeite #shoyu #cogumelo #massa #mediterranea #semlactose

 

Leia mais

Sem categoria

Coq au vin receita caseira

Por em 4 de dezembro de 2020

  1. COQ AU VIN CASEIRO
    Para Apurar e cozinhar:
    • 1 Alho picado ao meio
    • 1 cebola
    • 1 cenoura picada em rodelas grandes
    • 5 sobrecoxas de frango
    • 1 garrafa de vinho tinto (eu usei um que abri e achei fraquinho…. resolvi aproveitar para fazer algo diferente)
    • sal a gosto
    • 4 folhas de louro
    • 5 ramos de alecrim
    Deixar por 4 horas marinando em um pote ou panela.
    Para refogar:
    • Azeite
    • Alho (1 colher de alho picado)
    • ½ Cebola cortada em pedaços Grandes
    Fazer o refogado, deixar dourar os frangos (retire do marinado junto com as cenouras), adicione um ramo de alecrim e metade do alho. Após dourados, coloque um pouco do caldo e deixe apurar por uns 10 minutos. Adicione o restante do caldo.
    Para Finalizar e deixar cozinhando:
    • 1 xícara (chá) de macieira ou conhaque
    • 1 punhado de pimenta
    • 1 colher de chá de coentro em bolinhas (opcional)
    • 1 sachê de caldo de galinha (opcional – também funciona pegar o frango após marinado e colocar 5 min no microondas, solta um caldo e acelera o cozimento)
    • Acerte o sal
    Deixe cozinhando por 1hora adicionando um pouco de água até cobrir tudo.
    Quando apurar, sugiro servir com um pão para molhar no caldo. Vinho tinto cai bem!
    Obs: se sobrar caldo, pode fazer um macarrão e usar o molho. Harmoniza bem com um tinto!

Leia mais

Sem categoria

Temporada de frutas vermelhas

Por em 21 de novembro de 2020

Campos do Jordão – A Temporada de Frutas Vermelhas da Cozinha da Mantiqueira – que começa dia 19/11 – tem todo um berry gostoso e viagem para toda a família! Cerveja e drinks também

Associação Cozinha da Mantiqueira, reúne 29 associados entre bares, cervejarias artesanais e restaurantes de Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e São Bento de Sapucaí para temporada de frutas vermelhas de fim de ano. Os associados, cumprindo rígidas medidas preventivas com selo de “Restaurante Responsável”.

Passamos uma semana selecionando preciosidades:

DONNA PINHA

Seguindo a “bateção de ponto” no Donna Pinha, fomos conferir com os queridos Caio e Leandro do @Portaldagastronomia os pratos sendo lançados com todo carinho da Chef Anouk.

Santo Antônio do Pinhal recebe uma salada com as homenageadas frutinhas, brie e nozes carameladas, risoto de arroz negro ou arborio (vegetariano e vegano), costela no molho de frutas, truta salmonada e um belo porquinho com O purê de mandioquinha.

As fofuras do couvert continuam e a sobremesa com frutas e brigadeiro branco (com geleiazinha da Anouk) foram um kick-off de peso.

Estou me apaixonando por Campos de Jordão e Santo Antonio do Pinhal. Já é a terceira vez que venho em menos de 3 meses e só quero saber de voltar.

OBS: essa linda sobremesa proporcionará ceias e cestas de natal para crianças e famílias carentes da região. Mais uma desculpa pra vir provar a delícia de Tartelete de berries com brigadeiro!

Alto da Brasa e Parque da cerveja

Voltamos ao Alto da Brasa da Chef Michelle Pereti para comer de novo o pão de malte com Brie e nuts e provamos a costela da Temporada. Dividimos com vocês:

  • Pão de malte com queijo camembert gratinado com mel e castanhas – que no festival da cerveja (até 8 de novembro mas o prato continua, ficava harmonizado com a Cerveja de Pinhão Caiová Campos do Jordão – feita com pinhão da Araucária;
  • Costela com polenta com óculos de frutas vermelhas – desfiando na boca!

A coxinha de costela é incrível e já tínhamos provado na última vinda aqui com a família e passeio com o sogro.

O Restaurante Alto da Brasa tem harmonização perfeita de grelhados com as cervejas e – para digerir – há o Jardim de Lúpulo com trilhas e no futuro pousada temática e Spa de cerveja. Local maneirinho, com comida saborosa, uma estrutura diferenciada e ambiente incrível. Boa cerveja, degustações e visitação. Ainda rola casamento batizado por cerveja.

Seguido, no parque da cerveja onde tem todo um espaço biergarden pra Beernic e também as atrações futuras pousada e outras.

 

A Cervejaria Campos do Jordão – no alto das montanhas da Mantiqueira, a fábrica  pode ser visitada e há espaço Play Pub, com jogos e diversão, e conta com seis rótulos: Hasalaz (Avelã); Arbórea (Dunkel); Hanami (Ginger); Caiová (Pinhão) e Bruma (Weizenbock). Pode ainda ter um casamento cervejeiro com direito a um “frade” batizado  com a produção da casa 🤪

 

Tarundu

A diversão da família também tem sabor de frutas vermelhas .

O parque Tainakan – Tarundu – que tem inúmeras atrações para várias idades (fomos na boia e na tirolesa), cama elástica, tiro, arco e flecha, cavalos, entre outros tem também uma bela gastronomia.

Almoçamos há alguns anos lá e divido com vocês o Prato da Temporada de Frutas Vermelhas: Cordeiro da Montanha com Frutas Vermelhas :

marinado 24 horas e cozido suavemente com os melhores temperos e especiarias antes de ir ao forno.

Acompanham: alho confitado, Risotto de Funghi e batata rústica.

 


Tarundu

Av. José A. Manso, 1515 – Toriba, Campos do Jordão – SP. Telefone: (12) 3668-9595.

Passeio Tarundu: entrada mais passeios a parte ou R$ 140 o passe http://tarundu.com.br/passeio-tarundu-em-campos-do-j/

Tarundu-Campos Jordão: Atrações:  http://tarundu.com.br/o-que-fazer-em-campos-do-jordao


Dona Chica e Moringa Mantiqueira

Sustentabilidade, paixão por local food e produtos de primeira, quem ama?

Eu. Conhecemos as casas Moringa Mantiqueira e Dona Chica e já ficamos apaixonada pelos produtos – todos de produtores regionais e com todo um primor por sabor.


Dona Chica: voltamos após provarmos o picadinho e comemos petiscos, os incríveis pratos veganos (abóbora e cogumelos foto). Provamos o brigadeiro de capim limão e cheesecake de tomate de pé maravilhoso!

Moringa Mantiqueira: Provamos um drink Moringuito. De-li-cia! Entradas de torresmo pururuca de barriga de porco e jiló recheado de linguiça seguidas de pratos (para 2 ou +!) de Truta, Galetinho e Jarret de leitão – abraço de casa de tia mineira, daquela que mima mesmo, bota no colo e a gente queria que fosse nossa mãe.

Bom? Não. BOMDIMAIS!

Restaurante Moringa Mantiqueira – Av. Emílio Ribas, 478 – Capivari, Campos do Jordão – SP /

Dona Chica fica dentro do parque florestal no horto

Caras de Malte

 

Fomos fazer a régua de degustação e conhecer de perto a Microcervejaria Caras de Malte –  já tínhamos provado algumas cervejas e conhecíamos a fama da casa

A casa tem petiscos variados, música casual, um jeito de bar pra bater papo e apreciar as crias artesanais do

Beer sommelier jordanense Mauricio da Silva Lourenço.

Valeu vir. As cervejas são Antimatéria (Munich Helles), Supernova (American IPA); Buraco Negro (Brown Porter); Radioativa (Vienna Lager); Asteróide (Belgian Dark); Chocolate Brown Porter com Cacau Sabor Chocolate; Nebulosa (Witbier); Djalminha (Índia Pale Lager) e Double IPA (Blazar).

Gostei muito da Brown Porter com aroma de café e biscoito de cacau e a asteroide com notas de ameixa, figo e uva passa. Mas as opções em geral são de primeira e os beer lovers precisam conhecer.

Casa Petrópolis

Voltei super feliz no Casa Petrópolis onde provamos uma das melhores coxinhas de costela!

O bar em Capivari, Campos do Jordão tem música ao vivo sensacional, combinada comida excelente, drinks autorais, belíssimas cervejas Petrópolis.

Dessa vez provamos uma burrata super gostosa com pesto e torradas e dois drinks.

Guarita Sal e Pepino: Gin, calda de maracujá, concentrado de pepino salgado, mix cítrico e folha de limoeiro

Campos Elíseos: gin, infusion ado com chá, calda de framboesa, mix cítrico, tônica e noz moscada

Já tínhamos provado o galeto – muito muito bom – e a costelinha barbecue.

Super recomendo irem e comerem a coxinha (e as coisas em geral) e escutem um sonzinho ao vivo num lugar super cool. Quero voltar para provar a mousse de chocolate com Jack Daniels, os demais drinks e as coxinhas.

Fica em Av. Dr. Vitor Godinho, 44, Capivari, Campos do Jordão.

Sexta a partir de 18hs

Sábado 12-22hs

Domingo de 12-16hs

Estação Toriba

Se a carioca aqui sente falta do bondinho de Santa Teresa e Cristo, pude tirar uma vontade ao ver o pôr do sol (ainda que nublado e chuvoso) de dentro do carrinho histórico no Restaurante Estação Toriba.

O café com vista de tirar o fôlego e lanchinhos (paninis, bruschettas, hamburgers, vinhos) integra o complexo de pousada, restaurantes e trilhas Toriba, que iremos conhecer mais ainda.

Achamos bem simpático e a vista estava linda mesmo num dia fechado.

@estacaotoriba


ART BBQ

Tivemos um gostinho do Texas com o La Florida ART BBQ.

As carnes derretem na boca d são preparadas no pit smoker, em baixa temperatura e defumando para dar aquele gostinho de primeira.

Provamos o Smoked Party que vem com costela de porco e boi, brisket, linguiças variadas e drumete de frango. Como acompanhamento, legumes defumados, milho, cowboy beans, alho, purê de batata doce e de maçã, abacaxi com hortelã, arroz, farofa e coleslaw. Dizem que serve 4 acho que da pra pelo menos 6! R$ 420.

A casa é linda Linda tem shows variados e drinks em meio a um ambiente rústico e de natureza de tirar o fôlego ainda tem pousada com quartos (2 tem

Lareira). O café da manhã americano pode ser servido pra gente fora da pousada até 11hs (com reserva) e custa R$ 120 por casal – não incluso na diária.

Florida ART BBQ fica na Rua 3, nº 308, Vila Floresta, Campos do Jordão

 

Pet Friendly, Lodge

Reservas por whatsapp (12) 99740-0777

@a.r.t.bbq

@cozinha.mantiqueira

Leia mais

Sem categoria

Sopa de Cebola Francesa – Receita – French Onion Soup Recipe

Por em

Receita de sopa de cebola francesa / French onion soup recipe

3 cebolas grandes por pessoa

1 colher de sopa de manteiga

Azeite

Sal

Pimenta do reino

1 pão italiano (por pessoa)

Queijo gruyère ou minas curado

Para o caldo:

1 cabeça de Alho

1 cenoura

1 cebola picada em fatias grandes

1 alho poró

Louro

Tomilho

Alecrim

Refogue no azeite todos os ingredientes do caldo em uma panela média, acrescente água quando começarem a dourar e deixe cozinhando em fogo baixo com a panela tampada por 1hora.

Corte as cebolas da sopa em Julienne, derreta a manteiga com um pouco de azeite em uma panela a fogo bem baixo e coloque as cebolas cortadas. Deixe as cebolas cozinharem e perder volume por aproximadamente 1h, mexendo de vez em quando, acompanhe o processo de caramelização natural da cebola. Ao fim do cozimento, quando começar a amorenar, acrescente colher de sopa rasa de farinha de trigo e continue o cozimento por 10min, mexendo.

Adicione o caldo coado e sal a gosto e cozinhe por mais 20min até engrossar.

Em paralelo:

Corte a parte de cima de pão italiano como se fosse uma “tampa” e retire todo o miolo. O pão será a tigela da sopa. Coloque a sopa pronta dentro do pão, rale o queijo por cima em lascas grossas e leve ao forno alto por 5min.

Dica: coloque pedaços do miolo com azeite e orégano no forno e petisque durante o cozimento da sopa!

Harmonize com vinho, mas ontem o pessoal gostou da cerveja Colorado Appia (o traço de mel da cerveja combinou com o dulçor da cebola)

***

French onion soup recipe

3 large onions per person

1 tablespoon butter

Olive oil

salt

Black pepper

1 Italian bread (per person)

Gruyere cheese or cured mines

For the broth:

1 head of garlic

1 carrot

1 onion, chopped into large slices

1 leek

Blond

Thyme

Rosemary

Sauté all the broth ingredients in olive oil in a medium saucepan. Once they start to brown, add water and let it cook over low heat with the pan covered for 1 hour.

Cut the soup onions in Julienne, melt the butter with a little oil in a saucepan over low heat and place the cut onions. Let the onions cook and lose volume for approximately 1 hour, stirring from time to time and accompany the natural caramelization process of the onion. At the end of cooking, when it begins to brown, add a tablespoon of wheat flour and continue cooking for 10 minutes, stirring.

Then Add the strained broth with salt and cook for another 20 minutes until it thickens.

For the bread:

Cut the top part of Italian bread as if it were a “lid” and remove the whole kernels. The bread will be the soup bowl. Place the ready-made soup inside the bread, grate the cheese in thick chips and bake for 5 minutes in the high oven.

Tip: put pieces of the kernels with oil and oregano in the oven and have a snack while cooking the soup!

Pair it with wine, but yesterday the family appreciates it with an honey Appia beer.

Leia mais

Sem categoria

Pegada brasileira na Mantiqueira

Por em 12 de novembro de 2020

Sustentabilidade, paixão por local food e produtos de primeira, quem ama?

Eu. Conhecemos as casas Moringa Mantiqueira e Dona Chica e já ficamos apaixonada pelos produtos – todos de produtores regionais e com todo um primor por sabor.

Dona Chica: voltamos (vide post anterior) e comemos petiscos, os incríveis pratos veganos (abóbora e cogumelos foto). Provamos o brigadeiro de capim limão e cheesecake de tomate de pé maravilhoso!

Fomos dessa vez, também, no Moringa Mantiqueira jantar. Mesma pegada nacional e que tem feirinha nos finais de semana. A tabua de queijos com o premiado Pinda que ganhou bronze no concurso mundial de queijos, casquinha de búfala de Chochos, com leite cru e de cura, o gran parma de cahoeira de minas com cristais de sal e geleias caseiras (atenção para a de jabuticaba, abacaxi e pimenta) e pães variados artesanais já começou bem.

Provamos um drink de Cachaça Excelência do Guillem, com Geleia de Hortelã da Fernanda, senhora das Especiarias, Tônica de Tangerina nacional e Limão Cravo – Moringuito. De-li-cia!

Entradas de torresmo pururuca de barriga de porco e jiló recheado de linguiça empanada com mostarda e mel, crocantes, sequinhas, seguidas de pratos (para dois ou três pessoas!) de Truta com pinhão e batata doce, Galetinho assado com batatas e abobora e um imenso (estilo Gastón no a Bela e a Fera) Jarret de leitão da Flavia del Veneto com brócolis e acompanhando salada fresca verde e tomatinhos, azeite Oliq, arroz branco e feijão de minas tropeiro deram todo um abraço de casa de tia mineira, daquela que mima mesmo, bota no colo e a gente queria que fosse nossa mãe.

Os queridos Leandro e meu professor de fotografia Caio do Portal da Gastronomia, provaram a mousse de chocolate com suprème de sal e sorvete de doce de leite eisland com nuvem de algodão doce. Para finalizar, café com rapadura e um licor de lichia.

Bom? Não. BOMDIMAIS!

Dá orgulho de nosso país nesses momentos. Aliás, um dos momentos que tenho mais em meio a tudo.

Restaurante Moringa Mantiqueira – Av. Emílio Ribas, 478 – Capivari, Campos do Jordão – SP – Telefone: (12) 99641-2787 – restaurante e empório de produtos da Mantiqueira, que valorizam os produtores da região.

Restaurante Dona Chica – Av. Pedro Paulo, s/n – Horto Florestal, Campos do Jordão – SP – dentro do Parque Horto Florestal

Leia mais

Sem categoria

Festival de Cervejas serra da Mantiqueira

Por em 27 de outubro de 2020

Festival Cervejas & Sabores até 8 de novembro organizado pela Associação Cozinha da Mantiqueira em Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e São Bento de Sapucaí.

Para dar um gostinho, a foto mostra a alcachofra recheada com nhoque de batata roxa em azeite aromático com sálvia harmonizado com cerveja Bauzera (e aroma de hibisco) do Donna Pinha que foi criado para gerar admiração e sabor (todos os pratos!) da querida Chef Anouk.

Já saudosa, divido com vocês o que os associados –  cumprindo rígidas medidas preventivas com selo de “Restaurante Responsável” – oferecem de atrações nos restaurantes e bares são os petiscos e pratos criados e harmonizados com cervejas artesanais produzidas da região.

A programação e visitas às Micro Cervejarias Artesanais incluem:

  Microcervejaria Caras de Malte –  Sob o sommelier de cervejas jordanense Mauricio da Silva Lourenço, as seguintes cervejas animam os fãs: Antimatéria (Munich Helles), Supernova (American IPA); Buraco Negro (Brown Porter); Radioativa (Vienna Lager); Asteróide (Belgian Dark); Chocolate Brown Porter com Cacau Sabor Chocolate; Nebulosa (Witbier); Djalminha (Índia Pale Lager) e Double IPA (Blazar).

  Micro Cervejaria Vemaguet67 – O simpático Bar de 2014 em Capivari com homenagem ao veículo recebeu a inovação de uma Micro Cervejaria integrada a um amplo Brew Pub, com até 250 pessoas sentadas, localizado no centro do bairro de Capivari e têm três geladas com inspiração nos dancing days:  Marcha Lenta Pilsen; Turbinada – IPA;  Fumacê – Weiss;  Reboque – Bock;- Furiosa – Red.

– Cervejaria Campos do Jordão – no alto das montanhas da Mantiqueira, a fábrica  pode ser visitada e há espaço Play Pub, com jogos e diversão, e conta com seis rótulos: Hasalaz (Avelã); Arbórea (Dunkel); Hanami (Ginger); Caiová (Pinhão) e Bruma (Weizenbock).

O Restaurante Alto da Brasa tem harmonização perfeita de grelhados com as cervejas e – para digerir – há o Jardim de Lúpulo com trilhas e no futuro pousada temática e Spa de cerveja.

Os pratos do festival são (além do nhoque da foto):

. Alto da Brasa – chef Michelle Peretti – Pão de malte com queijo camembert gratinado com mel e castanhas –  Cerveja de Pinhão Caiová Campos do Jordão (feita com pinhão da Araucária).

. Caras de Malte – chef Wellington – Eisbein (Joelho de Porco)Estelar – cerveja American IPA Caras de Malte (maracujá e manga).

. Dona Chica- chef Anderson Oliveira –  Truta com pesto de ora-pro-nobis e pinhão tostado com aligot de inhame – Gard American Wheat  Beer (trigo).

. Bar Vemaguet67 – menu degustação: mix de salsicha (weiss), pancetta com geleia de pimenta (pilsen), lascas de eisbein (red ale) Picanha Vemaguet com molho de alcaparras, farofa de malte torrado e vinagrete (ipa) e Bolo Vemaguet (Bock)

Em seguida, será lançado o Festival gastronômico de Frutas Vermelhas, que fará parte das festas de fim de ano, quando os restaurantes oferecerão opções de pratos com as frutinhas da região.  Bora?

#cerveja #festival #serra #mantiqueira #insidefoodbeer

Leia mais

Sem categoria

Tadashii

Por em 25 de setembro de 2020

 

Tadashii significa Pureza, Dedicação, Correção e Idealização. Foi tudo isso e mais um pouco.

Já tínhamos degustado o delivery na quarentena e tivemos o privilégio de conferir o balcão do segundo andar com sushiman do rodízio de luxo Festival Tadashii do Chef, contando com sushis exóticos, flambados, oshizushis, casquinha de siri, ceviches, yakissakanas, yakisoba, e relíquias como lagostim, ovas, ostras, salmão defumado,  polvo, 4 tipos de peixe branco e outros.

Tudo muito muito bem servido pela equipe atenciosa e experiente em um ambiente intimista e elegante. Uma vivencia incrível!

As iguarias são variadas e o ambiente elegante oferece clássicos e inovações: Executivos e evoluções espirituais com glamour e frescor.

Para fechar com doçura há Cheesecake de amora, Brownies de chocolate com sorvete de gengibre; Trouxinhas e churros de doce de leite dentre outros incluídos  nos rodizios da casa.   

 

TADASHII

Rua Jamanari 40. Morumbi

Sushi bar no segundo andar da casa: Aberto de terça a quinta-feira no jantar

TADASHII EM CASA: Tel: 2579-7777 / 2579-3737 

ÁREA DE ENTREGA: 12K do restaurante

Agradeço à Orantes Assessoria e ao Tadashii pelo Convite. Foi incrível!

Parabéns à equipe, incluindo o sushiman Baiano Jamilson e o garçom Randerson.

Leia mais

Sem categoria

Supra: Supremo em Sabor e Segurança

Por em 10 de setembro de 2020

 

Bons tratos, requinte, personalidade e protocolo.

A quarentena gerou uma carência enorme de mimos, luxo e acalento. Agora na retomada, tudo que queremos é sabor e serviço. Hoje foi um primor.

Apesar de muitos nós ainda estarmos reticentes em sair, o protocolo de Supra de Mauro Maia está imbatível. Tanto é que o histórico e renomado Italiano no Itaim Bibi, após auditoria do Bureau Veritas restaurante recebeu selo de reconhecimento de segurança em seus procedimentos e na gestão de risco de Covid-19, sendo o segundo estabelecimento de São Paulo a conseguir tal certificação.

E que delícia. As massas finalizadas individualmente no momento do prato, um cuidado e carinho que reflete no resultado, serviço atento e o sabor irretocável.

Começamos com uma explosão de paladar com um amouse bouche fresco e delicado, harmonizado um untuoso e elegante Régia Colheita da Carmim Reguengos importado pela Casa Flora (pontuando o refinamento lusitano com ótimo preço).

A massa do artista-artesão Chef Mauro Maia, com um sensual foie gras ao porto, com frutas cristalizadas em mostarda e um Jerez de personalidade harmonizando deu uma sensação interna vibrante. Que boa pode ser a vida!

Seguimos para um delicado mascarpone verti com explosão de ovo trufado no azeite. O vídeo demonstra bem o momento.

Caminhamos então para um recheio de pato confit, delicado e apurado, casando como peça de quebra cabeças com o Forte Ambrone Toscano. Novamente, importação da querida Casa Flora.

Por fim, um petit gateau de pistache e sorvete de nutella. Indecência.

Supra de Mauro Maia é uma graça e senti-me segura e feliz. Preciso levar marido lá para um date. Há que se agradecer à saúde e viver bem.

O Supra conta com atendimento presencial de terça a sexta-feira das 12h às 15h e das 19h às 22h. Aos sábados das 13h às 16h e das 19h às 22h e em domingos e feriados das 12h às 17h. O delivery segue de terças a sextas das 12h às 15h e das 18h30 às 22h, no sábado das 12h às 16h e das 18h30 às 22h e domingos e feriados das 12h às 17h. Para informações e reservas: 11 3071 4539 e contato@supracucina.com.br.

Além da reinauguração presencial, o Restaurante entrega pelo app e pelo Ifood.

  1. Supra di Mauro Maia
    Rua Leopoldo Couto de Magalhães Jr., 681, Itaim Bibi
    Informações e reservas: 11 3071 4539 / 3071 4473 / 3167 5666 / 97506 5670 ou contato@supracucina.com.br
    www.supracucina.com.br
    https://www.facebook.com/supradimauromaia
    https://www.instagram.com/supradimauromaia
    https://www.tripadvisor.com.br/supradimauromaia
    #supradimauromaiaIMG_6169

Leia mais

Sem categoria

Talk Wine – uma experiencia sensorial

Por em 31 de agosto de 2020

Tive uma excelente experiência no sábado e divido a dica é desconto com vocês.

A talkwine é um projeto muito legal, que une degustação com vinhos de alta qualidade entregues na sua casa, escolhidos por sommeliers de primeira, com aulas on-line, sugestão de harmonização e temas variados.

O primeiro evento foi neste último sábado e foi uma aula de vinhos portugueses com o Professor Marcelo Copello. O sabor dos vinhos que já conhecia o produtor encantaram. As informações geraram um aprendizado super interessante e a experiência foi agregadora e dividida no domingo no Hang out da família.

Eu acho que fazer parte de um projeto como esse, que une gente de todo Brasil, acoplando sabor e informação, o conforto do seu lar com viagens experimentais é só sucesso.

O projeto com vários apoiadores e com patrocínio da CasaFlora Importadora iniciou com um Duomo do Douro e um Marques de Vinhas Velhas Alentano dos sommeliers

O cupom de desconto para a próxima degustação virtual, com o tema “Vinho e Cinema”, está marcado para o dia 26 de setembro, às 20 horas.

Foram selecionados dois vinhos: o tinto argentino Cadus Tupungato Malbec, feito com a uva Malbec, colhida manualmente na região de Tupungato, e amadurecido em barricas de carvalho francês, e o branco nacional Miolo Cuvée Giuseppe Chardonnay, com uvas de pequeno corte.

Para participar da degustação virtual “Vinho & Cinema” o consumidor acessa o site da Talk Wine (www.talkwine.com.br); escolhe a experiência com a qual mais se identifica (há sempre datas e temáticas diferentes à venda): as transmissões são ao vivo mas permanecem gravadas, permitindo que se assista quantas vezes quiser.


Os passaportes já estão à venda e custam R$ 349,00 e também podem comprar vinhos avulsos.

Leia mais